Instituto Aeroespacial na Alemanha apoia a teoria de que a água tem memória.



A água é um elemento de tecnologia de informação de alta precisão, ela funciona como receptor e emissor dessas informações.


Uma pesquisa do Instituto Aeroespacial da Universidade de Stuttgart na Alemanha apóia a teoria de que a água tem uma memória. Uma afirmação que poderia mudar toda a nossa maneira de olhar para o mundo.


A água tem memória? Pode ela reter uma "marca" de energias a que foi exposta ou informada? 


Esta teoria foi proposta pela primeira vez pelo imunologista francês Dr. Jacques Benveniste em um controverso artigo publicado em 1988 na Nature como uma forma de explicar como a homeopatia funciona. A teoria de Benveniste continuou a ser defendida por alguns e disputada por outros.

Um dos cientistas que defenderam a teoria de "memória da água" foi o cientista Luc Montagnier que recebeu o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina.


Este vídeo mostra algumas experiências recentes fascinantes com a água e sua "memória" do Instituto Aeroespacial da Universidade de Stuttgart na Alemanha. Os resultados com os diferentes tipos de flores imersas em água são incríveis.



27 visualizações